Banner Rotativo

terça-feira, 12 de junho de 2012

Oração a Oxum


Dona das águas doces, dos rios.
Ora Iê! Iê! Oxum. Salve dourada senhora da pele de ouro!
Benditas são suas águas, que lavam meu ser e me livram do mal.
Oxum, Divina Rainha, bela orixá, venha a mim, caminhando na Lua Cheia.
Traga, mãe, em suas mãos, os lírios do amor e da paz.
Torna-me doce, sedutora, suave, como és.
Mamãe Oxum me proteja, orixá!
Faça que o amor seja constante em minha vida
Que eu possa amar a tudo o que existe.
Proteja-me contra as mandingas e feitiçarias.
Daí a mim o néctar de sua doçura e que eu consiga (faça o seu pedido).
Mãe do ouro, da beleza e do amor,
Senhora do mais puro Axé; valei-me hoje e sempre.
Ora Iê! Iê ô Oxum!
Ora Iê! Iê! Oxum, senhora das águas correntes, dos rios.
Senhora do Rio Oshun, dona do ouro, do tesouro.
Rainha do Yjeshá ou do Efan.
Sua ferramenta é o espelho e a espada
Em suas águas, purifique-me.
Com seu tesouro, não me deixe conhecer dias de penúria.
Com suas ferramentas proteja-me e defenda-me nos obstáculos da vida.
Ora Iê! Iê! Ô Mamãe Oxum!
Oh! Mãe Oxum.
Luz divina de excelsas virtudes.
Senhora da doçura e da concórdia.
Mãe dos aflitos, regaço de bondade para todos.
Derramai sobre nós vossa ternura e proteção.
Deixai-nos participar da vossa mansuetude.
Dai-nos forças para estancarmos os sentimentos deletérios e vulgares
Fazei-nos sentir vosso hálito de perene devoção nas nossas mentes acanhadas e seremos felizes por vos amar verdadeiramente, abrigando em nossos corações a vossa misericórdia e a vossa paz de infinito amor.
Ora Iê! Iê! Ô Mamãe Oxum

***

Saravá Mamãe Oxum.

Saravá
protetora dos velhos, crianças e dos desamparados.
Estendei o Vosso Manto sobre as nossas cabeças.
Dai-nos forças para não cairmos extenuados pelo cansaço e pelo desânimo.
Dai-nos forças para não nos perdermos nos caminhos da ingratidão e da descrença.
Amparai-nos com o Vosso poder, para que não nos enveredemos pelas estradas escuras do pecado, da ambição, do ódio e da maldade.
Afastai de nosso coração o sentimento de vingança.
Dai-nos forças para sabermos perdoar os que nos ofendem, os que nos insultam, os que nos perseguem e os que nos humilham.
A Vós Mamãe Oxum, que sois o reflexo divino da Excelsa Nossa Senhora da Conceição erguemos as nossas preces em agradecimento pelas bênçãos que iremos receber através da Vossa interseção junto a Pai Oxalá.
Nas águas das cachoeiras, nos lagos e nos rios, a Vossa força irradia proteção e luz para os sofredores, os enfermos e os angustiados.
Ajoelhamo-nos ante o Vosso Manto luminoso e suplicamos com toda a nossa fé que não nos abandoneis nas horas de aflição e amargura.
Ajudai-nos Mamãe Oxum, protegei-nos agora e sempre.
Dai-nos maleime pelas nossas faltas.
Perdoai os nossos erros e as nossas omissões.
Lançai o esplendor da Vossa luz em nossos caminhos para que nossa humildade se transforme em força, afim de chegarmos até Vós.
Saravá Mamãe Oxum.
Salve Nossa Senhora da Conceição.

***

Amada Mamãe Oxum, de joelhos diante de vós eu vos saúdo respeitosamente e peço-lhe que aceite essa prece que brota de meu coração, onde peço por vosso auxílio e por vosso amparo em minha senda evolutiva.

Mãe Oxum em minhas limitações humanas nem sempre consigo entender ou aceitar as provações e os obstáculos que se mostram em meu caminho e às vezes Mãe, sentimentos negativos como a mágoa, o rancor, a ira e a revolta; acabam por se fazer presentes em minha vida; peço-lhe então nesse momento Mamãe Oxum que me ajude a combater esses sentimentos negativos que só visam me derrubar nas trevas através do desequilíbrio emocional, atrapalhando minha evolução e atrasando minha caminhada rumo ao meu destino final que é a morada interna do nosso Divino Criador Olorum.

Cubra-me, Mamãe querida, com o vosso manto sagrado do Amor Divino para que, coberta com ele, eu possa estar protegida e irradiada pelo vosso atributo sagrado; e assim poder trabalhar minha reforma íntima e em meu melhoramento como ser humano e um bem divino de Deus.

Segure minha mão, amada Mãe; e me conduza pelo caminho do verdadeiro amor, aquele que é puro, cristalino e reluzente, livre de egoísmo, possessão, paixão desvirtuada, luxúria, obsessão e ciúme doentio.

Ajude-me, Divina Mãe do Amor, a vibrar esse amor por Deus, suas Divindades e por toda Sua Criação, para que assim, vibrando continuamente esse amor, eu possa atrair para minha vida as coisas boas que estão predestinadas a mim pelo nosso Divino Criador.

Permita Mamãe Oxum, que seus guardiões que trabalham e atuam à vossa direita e à vossa esquerda, possam me acompanhar nessa minha senda evolutiva, me incentivando a continuar, quando eu estiver fraquejando; corrigindo o meu curso, caso eu me desvie do caminho; protegendo-me, quando eu sofrer com o negativismo à minha volta; colhendo alegrias junto a mim, quando eu for virtuosa; porém Mãe, não permita que eu atrapalhe a evolução e caminhada desses vossos guardiões caso aconteça de eu falhar em minha missão terrena, que eles não venham a pagar por erros meus, mas que possam colher os bons frutos cultivados junto a mim.

Mamãe traga o refrigério ao meu coração cansado e cure com vosso Amor Divino as chagas que por ventura ainda sangram. Peço perdão ao nosso Divino Pai Olorum e a vós amada Mãe do Amor, por todos os erros conscientes e inconscientes cometidos por mim no Sentido do Amor e humildemente peço pela chance e pela oportunidade de poder repará-los diante aos ditames da Lei Maior e Justiça Divina que também estão presentes em seu Trono Divino do Amor.

Amo-te e agradeço-te por ser minha Sagrada e Divina Mãe do Amor e por estar sempre irradiando seu amor por mim, até mesmo nos momentos em que me mostrei indigna de recebê-lo. Peço-lhe Mãe bondosa, que vós em vossa generosidade, estenda essa benção a todos os seus filhos e filhas encarnados e desencarnados, que estejam precisando desse vosso auxílio divino e assim, abençoados pela senhora, possamos ser beneficiados conforme a nossa necessidade e nosso merecimento. Obrigada por ouvir minha prece.

Amém!
(Juliana Rachel – 18/09/2011Filha de fé do núcleo Umbandista e Magia divina Pai tomé de Angola.)

***

Oh Mãe Oxum! Senhora dos rios e cascatas. Orixá das águas claras que lavam os males do mundo.
Deusa do Amor! Que o canto de sua águas embale meus sentimentos alimentando meu coração com as vibrações de paz e perdão.
Senhora do ouro, clareia meus caminhos.
ORA IÊ IÊ OXUM!

***

Oxum eu te chamo!
Não te chamo por causa de morte.
Não te chamo por causa da doença de alguém.
Te chamo para que tenhamos dinheiro.
Te chamo para que tenhamos filhos.
Te chamo para que tenhamos saúde.
Para que tenhamos uma vida serena.
Para que não sejamos vitimados pela ira das águas.

***

Dourada é a tua de luz Assim como o ouro que te pertence. 
Derrama a tua pureza cristalina, Orixá das águas doces. 
Não permitas que neblina alguma Obscureça o meu desejo mais profundo, 
Que é conseguir amor mais verdadeiro, Seguro, eterno e duradouro. 
Estás presente nas cachoeiras, Que são sagradas por si só. 
Portanto, faze com que se apague Todo sentimento se eu sofrer. 
Não verterei nenhuma lágrima por aqueles Que não me correspondem no amor. 
Não sofrerei por ninguém Que, com mentiras, me faltar com o respeito, 
Porque não permitirás que Frieza, inveja ou ciúmes me traiam. 
És doce, protetora, Suave e vaidosa, Feminina e sedutora. 
Ó mãe Oxum! 
Dá-me o teu axé, Dá-me a tua força, dá-me a alquimia Como o néctar mais sublime, 
Para eu saber como respeitar e venerar. No mel está o teu segredo, Que eu saberei utilizar.

***

Que Oxum me dê serenidade para agir de forma consciente e equilibrada.
Tal como suas águas doces – que seguem desbravadoras no curso de um rio, 
entrecortando pedras e se precipitando numa cachoeira, 
sem parar nem ter como voltar atrás, apenas seguindo para encontrar o mar
assim seja que eu possa lutar por um objetivo sem arrependimentos.
Ora Ye Yêo Oxum!!!!

***

Senhora das cachoeira.
Oh! Linda e maravilhosa Oxum!
Afastai de mim todo o mal que no momento me aflige.
Eu te venero e te guardo, oh! Mãe Divina!
Que eu seja abençoado com a tua bondade e justiça.
Que em nome de Olorum muitas vezes aclamas por todos aqueles que te amam.
Peço-te que, neste momento de dor, derrames sobre mim, Oxum, o teu olhar misericordioso.
Que as tuas aguas acalmem a minha pobre alma e que neste momento eu receba a graça que tanto espero.
Que assim seja.
Orê Yeyê

Nenhum comentário:

Postar um comentário